TOP FIVE

27 12 2010

TOP FIVE – Compras de  Natal

Como comentei em um outro post falar de Natal é inevitavelmente falar de compras. Acho que até que tive boas experiências de espírito natalino este ano – revi amigos , recebi votos sinceros e afagos no coração que me deixaram animada. Mas isto posto e reconhecido …não dá para dizer que minha conversa com o Natal tenha sido encerrada por aí.

Assim sendo separei os presentes e as aquisições que achei de fato bacanas . Devo dizer que fui o mais comedida que pude. Meu impulso maior foi sucumbir a uma Melissa ( digo uma de verdade … bem uma para mim e outra de presente) e a um All Star que vai ter que ser trocado – foi presente para o marido.

Primeiríssimo – compra acertada para quem está evitando modismos. Apesar de estar na pele de muitas beldades o macacão de malha preta é sucesso garantido. Depois que Michael Kors relançou um modelito tomara que caia ( não está nas fotos) a galera mergulhou com vontade na peça. E não é à toa minha gente. É prático demais , versátil fica bem com tênis, salto alto, em produções super chiques ou bem descontraídas. Meu modelo é bem largo  e provavelmente para o gosto popular deve engordar um pouco mas está 100% aprovado.

E se a palavra é versatilidade, dos vestidos longos não preciso nem falar . Quem me conhece sabe que são a minha cara e que fazem parte do meu guarda-roupa independentemente de tendência . São curingas que casam bem com salto, bolero, rasteiras, um monte de bijus e ainda alguns se dão bem com tênis e sapatilhas das mais variadas e para quem gosta – dá pra usar até com as tais Havaianas!

No verão não dá para ficar sem uma flip flop decente. Digo isso porque não dá para sair de chinelo detonado , né ? porque flip flop ou mesmo rasteira ( ou no dininutivo ridículo rasteirinha ) é um nome disfarçado para o chinelo. E se o conforto é imprescindível nas altas temperaturas que pelo menos cada um escolha um calçado razoável ;porque ninguém merece ficar vendo um monte de chinelo velho nas ruas! Como eu adoro as Melissas minha escolha recaiu sobre o modelo de Vivienne Westwood para a marca. Há quem ame e quem odeie …como a maioria dos modelos da inglesa o coração que cobre o peito do pé quase que por completo é assimétrico , o que significa dizer para muitos : torto! Mas eu adoro corações e corações meio fora do prumo são minha especialidade!

Eu já falei acima que adoro corações então eles fazem parte dos meus acessórios há anos. Os laços também sempre me encantaram e como estamos em uma tendência rococó/romântica que traz este formato as vitrines – uma chuva de laços vive me colocando em tentação consumista. As bijus sempre me fazem sucumbir as compras pelo menos encontrei uma causa nobre  para isso : a Le Berbat. Marca independente da Raquel que além de linda e gentil é super habilidosa e cuida de todas as peças pessoalmente. Duas aquisições maravilhosas por preços muito justos!





INDOOR – imagem + conteúdo

15 09 2010

Sempre fui adepta das compras indoor. Digo , sempre adorei comprar das amigas , de gente que levava coisas nas casas de outras gentes. Bazares e mercados fora das lojas e dos shoppings sempre me cativaram. Há tempos que sou umas das maiores incentivadoras dos meus alunos em início de carreira – já comprei muita coisa bacana de quem estava começando e decolou; na moda , nos negócios na vida mesmo que fora da área de moda. Mas o caso é : continuo mantendo este hábito que considero até saudável se… se  não se multiplicar em montanhas de lugares diferentes e dívidas subsequentes!

Assim assumo meu hábito de comprar meio que fora do mainstream mas fico só nesse lugar . ( o centro fica reservado somente para as Melissas!!!)  Esse tipo de compra , se não for somente uma imitação sem impostos do que se vê nas lojas me parece garantir mais alteridade aos looks evitando aquelas reproduções em série que a gente já conhece. Gosto de olhar no espelho e ver a mim mesma e não uma cópia, parte de uma série que na verdade é uma imagem vazia. Assim a idéia é : vamos manter nossa personalidade e também a integridade – é bom se produzir mas nada de passar por doida imersa em centenas de objetos , que de tantos que são perdem o significado e  não mais dizem nada !





Dia e Noite – será que 24 horas são a medida da resistência ?

13 09 2010

Outro dia a roupa que eu estava – o dia inteiro – não deu conta de chegar até a noite. Comecei a me achar estranha no vestido . Incomodada mesmo. A legging começou a sair do lugar e o volume da roupa que já não me agradava … acabou me fazendo consumir …! Fiquei aliviada ! Juro que chegar ao final da noite (digo isso porque vivo dando aulas até as 10 e alguma coisa) …ia ser dureza.Desculpa ou não : a peça não foi cara , me salvou a noite e o ânimo de continuar trabalhando cansada  mais ou menos arrumada. Vai ver que o consumo me deixou mais feliz do que propriamente o fato de trocar a roupa estranha por uma mais adequada.

No final de semana passado saiu no jornal O Globo uma matéria sobre o consumo e a felicidade. Tema que anda pipocando nos seminários de comportamento de consumo mundo afora , tratando exatamente da sensação que o consumo provoca e acaba por vezes endividando os cidadãos que vão inventando paliativos para as compras:” eu mereço”, “eu trabalho tanto”, “eu me devo este presente”. Seria meu incômodo de final de tarde uma desculpa para ser feliz através dos objetos ? A revista Criativa , edição do mês, traz matéria falando sobre jogar coisas que não se usa fora. Uma das pessoas que aceitou a proposta de se livrar de 50 itens de sua casa é uma designer que vem há algum tempo aceitando doações de peças usadas para com elas desenvolver suas criações. Sinal dos tempos – muita gente repensando a relação do indivíduo e seus objetos. Não é só o BLOG aqui que está nesse debate!





FINDI No Shopping

30 08 2010

Por incrível que pareça passei um final de semana sem consumir . Quase inacreditável não fosse meu marido ter retornado da África e me presenteado com algumas coisas bem bonitas. Acho que o valor novidade dos presentes preencheu meu desejo. Será que presente conta para satisfazer nossa vontade de comprar ? Se você ganha um monte de coisas esquece um pouco do shopping aholic do dia-a-dia ???





Saldo ….

24 08 2010

Aí está o saldo das últimas compras antes da meta. A Melissa não resisti e veio com ajuda materna e os esmaltes : puro apelo emocional . As cores são lindas e diferentes e juro que fiquei com vontade de ter quase todos . Todo mundo sabe que há séculos que adoro esmaltes!)

E vc ? qual foi sua última compra ? emocional, compulsiva ? acha que valeu ?